20/02/2018

 

Não sou obrigado a me relacionar com pessoas levianas e falsas. Sei muito bem quem gosta de mim, quem são os puxa sacos e que só me procuram quando querem um favor. Não aturo mais gente chata, preconceituosa e hipócrita. Estou bem melhor do que anos atrás, quando vivia escravo em redação de jornal. Não estou sendo mau agradecido, pois me deu experiência sim, mais hoje, faço melhor minhas escolhas e nenhum patrão retirará meus comentários.
Muitas vezes, perdemos muito tempo com pessoas que não merecem nossa consideração. Não podemos sair fora da família, mais podemos se esquivar de alguns fofoqueiros e dos encontros enfadonhos. Nem sempre estamos por cima, mais as pessoas que gostam da gente não nos abandonam quando fracassamos. Posso dizer que conheço um pouco as pessoas, pois o jornalismo nos torna um pouco filósofo e psicólogo. Mais não sei tudo da vida, quem é que sabe? O que sei é que já fiz muitas escolhas erradas, já perdi tempo e dinheiro, mais ganhei conhecimento. Inveja? Todo mundo tem um pouco, mais pode se transformar em admiração às pessoas que consideramos vitoriosas e felizes com o que fazem. Assim sendo, nossa vida é uma eterna luta em busca da tal felicidade e sucesso.
Dias atrás, antes do carnaval, estava com alguns convites para viajar, inclusive com passagem aérea gratuita. Resolvi ir para uma fazenda, ficar com uma querida amiga, que era perua, e agora retornou às suas raízes, virou pião. Lá revi amigos queridos de BH, tomei banho de rio, bebi água de coco direto do pé, me esbaldei na comilança da roça e como não poderia deixar de ser, teve farra também, com música, dança e cachaça. E aí, um programa simples que me deu prazer. O bom da maturidade é que não precisamos mostrar poder para ninguém. Já chegou aos 50? Você não casou, não tem um carro do ano, nem uma mansão luxuosa? E daí? Se está feliz, usufrua da vida como se fosse, sempre, o melhor dia da sua vida. Como diria um grande amigo da juventude, Matuzalém Júnior, “eu já bebi demais…”, parafrazeando, “eu já vivi demais, já viajei demais, já namorei demais…” e conheço o luxo e o lixo. Eu me esforço para manter as boas amizades, afinal, os amigos vão e vem. No dia a dia vamos conhecendo novas pessoas, algumas marcantes, outras não. Mais os amigos verdadeiros, estes sim, levamos em alto estima.
O importante mesmo é que somos especiais e merecemos ser felizes. Ninguém paga suas contas, então faça suas escolhas e mandem os que os coloca para baixo, sabem muito bem para onde…

Ele sempre será lembrado como um grande homem, afinal, ele foi de fato um dos melhores prefeitos de MOntes Claros e merece toda minha consideração. Parabéns Luiz Tadeu Leite por mais um ano de vida, aqui com sua amada Stela Martins Leite


Mayra Santiago Amaral com o maridão, filhos e familiares, foi comemorar seu aniversário dos mais originais, na Disney

Fred Silveira e Monalisa foram curtir as maravilhas da Nova Zelândia

Sala Vip

*Agenda lotada para este fim de semana, com muitas festas legais, começando pelo pré-carnaval de JJ, na AABB e aniversário da minha querida amiga Patricinha Athayde, que comemora 50 bem vividos anos, na Chácara Recanto do Beija-Flor.

*Estou sabendo de fonte segura que a administração Humberto Souto, brevemente, irá revitalizar a Praça de Esportes de Montes Claros. Uma quadra inteira, bem no centrão da cidade, merece mesmo muita atenção. Espero que volte a ser uma área de lazer e esportes, que ao longo dos seus anos transformou a vida de muitas crianças e adolescentes. De mais a mais, a Praça pode ser melhor administrada com grandes shows e eventos vocês não acham?

*Cada dia, conheço um lugar diferente em Montes Claros. Na grande maioria dos bairros existem excelentes barzinhos e restaurantes. Neste fim de semana, conheci um novo lugar, o Portão 9, no Fundo do Parque de Exposições de Montes Claros, do proprietário Walton Souza. Lá encontrei o amigo Pancho Silveira e o delegado Saulo Oliveira, além do empresário Filadelfio Ferraz, que trocou de idade esta semana.

*O impagável esportista e ex-presidente do Automóvel Clube de Montes Claros, Coró Barbosa, juntamente com sua amada Ivete e filhos, reuniu os amigos mais chegados para um almoço no último sábado, no Recanto do Beija-Flor. Motivo? A comemoração do seu aniversário.

*A Agência Regional Norte de Desenvolvimento, ADENOR, e Fundação de Desenvolvimento científico, Tecnológico e de Inovação do Norte de Minas, Fundetec, juntamente com a ACI, em reunião nesta Terça, realizando apresentação de Oportunidade de Negócios de Energia Fotovoltaica. Um assunto importante e que é de interesse para todos.

*Entre os importantes aniversariantes dos últimos dias estão Afonso Mendes, Deisianne Mendes, Aurora Santiago, Paulinho Abreu, Regina Peres e os vereadores Sóter Magno e Maria Helena Quadros.

Sandra Costa e Julianne Braga foram curtir o carnaval no SAmbódromo do Rio de Janeiro

Yamim Maluf foi descansar em Escarpas do Lago

Quem também foi aproveitar o feriado de Carnaval em Escarpas do Lago foi Ariádna Bonifácio

E minha sobrinha Ágatha Bento Batista foi com o maridão Marcus Vinicius aproveitar o carnaval no sul

Já o jornalista Aldeci Xavier foi para Barramares, em Porto Seguro, mais levou eu vinho para o descanso!

Em encontro com a imprensa, Unimontes apresenta avanços estratégicos e obras

“A Unimontes se fortalece cada vez mais como instituição de ensino superior, consciente de sua importância na sociedade, para qual retribui o seu financiamento, contribuindo com as melhorias socioeconômicas de toda sua área de abrangência”. A afirmação é do reitor da Universidade Estadual de Montes Claros, professor João dos Reis Canela, que, na manhã desta sexta-feira (16/2), apresentou um balanço das principais ações da instituição durante o “Encontro com a Imprensa”.

O evento foi realizado no Hospital Universitário Clemente de Faria. Ao lado do vice-reitor Antonio Alvimar Souza e de demais integrantes da gestão superior e da direção do HUCF, o reitor recebeu os profissionais de jornais impressos, rádios, TVs e da mídia eletrônica.

“A Unimontes presta contas e compartilha com a sociedade os grandes feitos desta instituição. Ao longo de sua trajetória, a Universidade cresce indiferente às crises e dificuldades, que são encaradas como estímulo de trabalho e melhoria do seu desempenho. Nesse momento, registramos também os agradecimentos às lideranças políticas municipais, regionais, estaduais e federais, que, com muito trabalho, credibilidade e confiança, contribuem com a Unimontes e com a melhoria de vida dos cidadãos”, destaca o professor João Canela.

Foram apresentados os avanços alcançados pela Unimontes em 2017, as obras, o crescimento das ações da pesquisa, ensino, pesquisa e de pós-graduação. Também foram enaltecidas as principais conquistas da instituição nos últimos anos. Uma delas foi a realização dos concursos públicos para professor de nível superior da Unimontes e para médico profissional do HUCF.

No concurso para professor, foram oferecidas 637 vagas – o maior número de vagas oferecido em concurso por uma universidade pública no País. Já foram nomeados e empossados 463 docentes aprovados. “Com as nomeações dos aprovados no concurso, hoje, a Unimontes alcançou o índice de 75% de profissionais com vínculo efetivo. Antes do concurso, esse percentual era de 25%”, afirmou o reitor. No concurso público para médico do HUCF foram oferecidas 100 vagas. Sobre o concurso para docentes, o certame foi prorrogado por mais dois anos, após consulta aos departamentos da instituição, aos quais as 47 subáreas estão vinculadas, para oferta das vagas não preenchidas.

Outro fato enaltecido pelo reitor foi a crescimento da pós-graduação Stricto Sensu da Unimontes. A instituição já conta com 19 cursos de pós-graduação Stricto sensu (16 mestrados e três doutorados), com 550 alunos matriculados. Entre 2011 e 2016, a evolução do número de alunos nos cursos de pós-graduação Stricto sensu na Universidade foi de 81% enquanto a média nacional de crescimento foi de 41%. Em 13 anos, 1,3 mil professores e outros profissionais receberam os títulos de mestre e/ou doutor.

A instituição também teve importante feito na capacitação dos seus professores. Atualmente, 71,53% do corpo docente da Unimontes contam com títulos de mestrado (42,47%) e doutorado (29,06%).

Atualmente, a Universidade conta com 11.413 alunos matriculados nos cursos de graduação presencial (9 mil), graduação a distância (1.022), pós-graduação Stricto sensu (766), pós -graduação Lato sensu (445) e técnicos (180).

Durante o ano de 2017, por meio dos projetos de extensão foram atendidas 615.248 pessoas. Na área de saúde, o HUCF atingiu 539.334 procedimentos no ano, 17,1% a mais do que em 2016.

O incremento da investigação científica e tecnológica também é destaque na Unimontes.Conforme o balanço apresentado pelo reitor João Canela, a instituição soma 215 projetos de pesquisa em andamento, 193 linhas de pesquisa e 51 grupos de pesquisa.

OBRAS DE ESTRUTURA FÍSICA – Ainda durante o “Encontro com a Imprensa”, o reitor ressaltou as obras de ampliação e reforma das instalações físicas da Unimontes. A Universidade investe cerca de R$ 6 milhões em obras, voltadas para a melhoria das atividades de ensino, pesquisa, extensão e da prestação de serviços. Entre outras, ele destacou as obras em andamento como o Auditório da Unimontes, do projeto de prevenção contra incêndios no campus-sede e os investimentos na aquisição de equipamentos de monitoramento eletrônico.

Enalteceu também as obras iniciadas em 2017, cuja participação decisiva do Governo do Estado garantiu o empenho de R$ 14 milhões para a continuidade dos projetos em andamento. Entre as quais estão a ampliação e a reforma do prédio 6 do campus-sede, onde funciona o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), a ampliação do Restaurante Universitário, a conclusão do 3º pavimento do Centro Tecnológico e a construção do Espaço de Leitura no Campus Universitário.

As obras do Programa Brasil Profissionalizado, implantado a partir de parceria com o Ministério da Educação e com o Governo do Estado foram destacadas no evento. Os investimentos somam R$ 120 milhões, sendo R$ 34 milhões em contrapartida do Governo do Estado, com a construção de 13 escolas profissionalizantes, nos municípios de Bocaiuva, Brasília de Minas, Espinosa, Grão Mogol, Ibirité, Janaúba, Joaíma, Lagoa Santa, Manga, Monte Azul, Pompéu, Taiobeiras e Unaí. Estão em fase de conclusão os prédios de Lagoa Santa, Pompéu e Ibirité. Os demais serão concluídos entre agosto e dezembro deste ano.

MELHORIAS NO HUCF

Os participantes do encontro também tiveram a oportunidade de conhecer as obras de ampliação, reformas e melhorias realizadas no Hospital Universitário Clemente de Faria. O HUCF recebe investimentos da ordem de R$ 30 milhões, viabilizados com as doações do empresário Aloysio de Andrade Faria (Grupo Alfastar) e recursos do Governo do Estado.

Entre as importantes realizações voltadas para a melhoria da estrutura e da assistência à saúde, prestada gratuitamente à população, fazem parte o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) de adultos, o Serviço de Nutrição e Dietética (SND) e ala de Saúde Mental. Ainda foram destacados serviços em andamento, como a Reforma da Maternidade “Maria Barbosa”, a implantação do elevador porta-maca do edifício do Centro Ambulatorial de Especialidades Tancredo Neves (Caetan) e a construção do Centro de Pesquisa em Saúde (Biotério).

De acordo com dados da Ouvidoria do HUCF, em 2017, o índice de satisfação do usuário foi de 93,7%, bem superior ao percentual registrado no ano anterior, de 76,4%. Os investimentos em mobiliário, com a aquisição de novas camas e a substituição de leitos foi outra conquista do Hospital – que conta, atualmente, com 181 leitos. Como hospital-escola, o HUCF dispõe de 125 residentes em 10 áreas médicas e 116 em residências multiprofissionais, além de receber 853 alunos dos cursos da área de saúde nas diversas atividades acadêmicas.

O vice-reitor Antonio Alvimar evidenciou a ação transformadora na sociedade, especialmente do ponto de vista social nas regiões onde atua. Ele citou, como exemplo, a inclusão de jovens afrodescendentes de origem carente que, em 2004, representavam menos de 1% dos graduados pela Unimontes e, atualmente, este índice chega próximo a 17%. Uma lei estadual reserva 20% das vagas da Universidade para estudantes afrodescendentes carentes.